Wild Turkey

O jogo de slot Wild Turkey da NetEnt tem sido bem divulgado em casinos online, entretanto eu não entendi o porquê. O jogo tem gráficos nítidos, voltas grátis, mas não conta com nenhum diferencial. Nem mesmo jogo de bônus tem. Entretanto, o jogo é uma boa escolha para aqueles que querem uma partida rápida e um jogo sem muitas regras complicadas.

Resenha do jogo de slot Wild Turkey da NetEnt

O jogo de slot Wild Turkey da NetEnt tem perus e civilizações antigas como tema. (Bom, não sei qual é a relação entre ambos, mas ok.) O jogo trata-se de um lançamento recente da NetEnt e é bem popular nos casinos online. A slot Wild Turkey conta com stacked wilds, mas não vem com jogos de bônus ou jackpots.

Audiovisual do jogo de slot Wild Turkey da NetEnt

Na slot Wild Turkey, você não encontra gráficos 3D, mas encontra alta definição nos gráficos, nitidez e animações. Os símbolos da slot são cinco diferentes perus, totens e letras do alfabeto. Escute sons de tambores de background e curtas músicas quando você realiza uma linha.

O jogo trata-se de um lançamento recente da NetEnt e é bem popular nos casinos online. A slot Wild Turkey conta com stacked wilds, mas não vem com jogos de bônus ou jackpots.

Como jogar Wild Turkey da NetEnt

O jogo de slot Wild Turkey não tem nada de selvagem e é bem simples de se jogar. Os únicos recursos especiais que você encontra nesta slot machine são wilds que liberam o recurso voltas grátis, onde você pode obter desde 15 até 60 voltas grátis dependendo de quantos símbolos wild você conseguir, e o stacked wild, que apenas aparece durante as voltas grátis substituindo todos os símbolos e ativando duas voltas grátis adicionais.

Wild Turkey tem 20 linhas, cinco carretéis, opção autoplay e a boa notícia é que você pode apostar com apenas um centavo. Você pode também configurar o nível da partida.

RESUMO DE RESENHA

- Fácil de jogar
- Gráficos com nitidez
- Sem jogos de bônus
- Tema pouco interessante

AVALIAÇÕES

Leia mais

70%

Gráficos
80%
Recursos
60%
Atmosfera
70%

ACERCA DO AUTOR

“Saber desistir. Abandonar ou não abandonar – está é muitas vezes a questão para um jogador. A arte de abandonar não é ensinada a ninguém. E está longe de ser rara a situação angustiosa em que devo decidir se há algum sentido em prosseguir jogando. Serei capaz de abandonar nobremente? Ou sou daqueles que prosseguem teimosamente esperando que aconteça alguma coisa?” (Clarice Lispector)

Deixe uma resposta

X