Confira as melhores histórias de jogo dos leitores de VegasMaster

Ouviu recentemente alguma história louca de casino? Nós ouvimos e decidimos partilhá-las consigo. Há algum tempo atrás, VegasMaster patrocinou um concurso no qual pedíamos aos nossos leitores de todo o mundo para nos contarem as suas melhores histórias de casino. Em resposta ao nosso desafio, recebemos algumas da mais estranhas, divertidas e loucas histórias de casino de sempre!

Selecionámos as melhores especialmente para si. Nem vai acreditar em algumas das experiências reais que alguns dos nossos leitores tiveram. Na verdade, se calhar até vai ter alguma dificuldade em imaginar que algumas delas realmente aconteceram. Em última análise, não importa se acredita na sua veracidade ou não porque uma boa história é sempre uma boa história.

As melhores histórias são as que valem a pena ser contadas e se procura as melhores, só em VegasMaster as encontrará.
Boa leitura!

#1

Melissa de Ontário, Canadá

Há alguns anos, eu e a minha mãe estávamos a jogar numa velha máquina de vídeo póquer. Podíamos tentar duplicar os nossos ganhos no jogo ao escolher a carta alta ou baixa.

Um casal idoso estava sentado ao nosso lado e o homem reparou como a minha mãe estava a ser conservadora na sua forma de jogar, não parando de a encorajar. Não há dúvida que tornou tudo mais empolgante e nos levou a correr mais riscos, para além de que nos estávamos todos a divertir imenso.

Uma ou duas horas depois, quando ele e a mulher se levantavam para se ir embora, quis dar-me os seus baldes de moedas. Tentei recusar por diversas vezes, mas ambos insistiram dizendo que tínhamos tornado a sua noite divertida. Mais tarde, eu e a minha mãe contámos as moedas e descobrimos que os baldes continham quase $400!

#2

Angelo de Tbilissi, Geórgia

A minha história decorre na cidade de Tbilissi (Geórgia) onde vivi durante três anos com o meu pai. Costumávamos ir ao casino da cidade com frequência, mas nunca me vou esquecer de uma noite em particular porque no dia seguinte tínhamos que apanhar um avião para Itália para ir ao casamento da minha irmã.

Após várias horas a jogar, o meu pai reparou que tinha apostado todo o dinheiro que tínhamos, incluindo o dinheiro destinado à minha irmã! Já só tínhamos $100!

O meu pai pegou nos $100 que nos restavam e jogou jogos de vídeo póquer, fazendo apostas de crédito de 10 a 100. Depois de 3 ou 4 jogos, o meu pai tinha na mão o A, Q & J de copas e descartou as outras duas cartas. Sem darmos por isso, começámos a ouvir jingles e as sirenes das máquinas. Fora dado ao meu pai o K e 10 de copas, completando um Royal Flush. Ganhámos $5000!

Ainda tenho as fotos daquela sessão de casino, um dia que nunca vou esquecer. Pudemos oferecer à minha irmã um presente de casamento ainda mais bonito. 🙂

#3

Joni de Wexford, EUA

Eu e o meu marido fazemos parte de uma equipa que investiga fantasmas. Chegámos uma hora antes de sermos “encerrados” na prisão que íamos investigar por isso, decidimos passar o tempo num casino próximo da prisão. Era a primeira vez que eu estava num casino.

Sentei-me numa slot, introduzi uma mão cheia de moedas (sim, foi há imenso tempo) na máquina e tentei perceber o que estava a fazer. O meu marido, sentado ao meu lado, disse que ia à casa de banho e já voltava. Na sua ausência, puxei o manípulo da slot e de repente, luzes começaram a piscar por todo o lado.

“Oh não, estou em sarilhos! Parti alguma coisa.” Pensei enquanto ali estava sentada sem saber o que fazer. E foi então que apareceu um homem.

Pedi desculpa e disse, “Peço desculpa, o que é que fiz de errado?”

Ele disse, “Você bateu!”

Eu perguntei, “Bati o quê?”

Ele respondeu com “Um bom.”

Então o meu marido regressou com a pergunta “O que é que ela fez?” estampada na cara.

Bem, acontece que fui ao casino, puxei o manípulo da slot uma vez e saí dali com $1300! Ah, e a caça ao fantasma também foi um sucesso!

#4

João de Portugal

Numa ida ao casino com amigos queria impressionar a mulher de quem gostava por isso, apostei tudo o que tinha na roleta. Quando a bola começou a girar, enchi-me de coragem e beijei-a mesmo à frente do namorado para me dar sorte.

Resultado: saí do casino com um olho negro, uma nova namorada e uma pequena fortuna.

#5

Sabina de Verona, Itália

Nunca tive muita sorte ao jogo. Antes de ir a um casino a sério, a única experiência de jogo que tinha tido resumia-se a cartas scratch e sem grande sucesso. Contudo, o meu namorado gostava muito de jogar slots por isso, uma noite decidimos ir a um casino real.
Entrar no casino foi uma experiência surreal para mim. Nunca mais me esqueço da mistura de elegância, austeridade e adrenalina que emanava daquele lugar.

De imediato, o meu parceiro apostou as duas fichas grátis que recebemos à entrada em dois números da roleta. Segui-o enquanto jogava slots e vídeo póquer, sentindo-me curiosa e ao mesmo tempo intimidada. No entanto, à medida que a noite avançava e ele continuava a perder, aborreci-me, sobretudo quando se tornou óbvio que só estava interessado nos jogos.

Decidi jogar 10 Euros numa slot só para passar o tempo. Não sabia o que estava a fazer e tal tornou-se evidente para a pessoa sentada na máquina ao meu lado que me perguntou se era a primeira vez que estava num casino. Respondi, “Sim,” e continuei a carregar nos botões da slot ao acaso, olhando passivamente para o ecrã.

Ele respondeu, “Bem, para primeira vez está cheia de sorte! Acabou de ganhar 200 Euros com bónus!”

Fiquei chocada e incrédula e sem me aperceber que tinha ganho. Agarrei imediatamente no bilhete e levantei o dinheiro. Fui ter com o meu namorado, que nem se tinha apercebido da minha ausência. Nem sequer me respondeu quando lhe perguntei, “Como estás, amor?”

Não querendo desperdiçar o meu tempo com ele, coloquei o dinheiro que tinha ganho na carteira e fui ter com o homem que tinha assinalado a minha vitória e ofereci-lhe uma bebida. Ele aceitou e começámos a falar. Descobri que estava ali numa despedida de solteiro, mas que por não ser um frequentador habitual de casinos estava farto. Deu-me o número dele e eu dei-lhe o meu.

Entretanto, o meu namorado conseguiu a proeza de perder metade do salário e foi ter comigo para me pedir dinheiro. Não lhe dei nada e fomos embora.

No dia seguinte, acabei tudo com o meu namorado e agora estou noiva do homem doce que conheci no casino. Celebramos cada aniversário com um jantar e jogo no casino que nos uniu.

#6

Boby de Manchester, EUA

Os meus cupões de Players Insider para Maio incluíam 4 bilhetes para o concerto de tributo a Michael Jackson “Man in the Mirror”. Era tempo de decidir: “Quem levo comigo ao casino?” Levo a cínica amarga ou alguém novo, ou levo alguém a quem devo favores?

Optei por uma combinação e decidi levar alguém a quem devia um favor e que desconhecia o estilo de vida de casino. Não tinha uma carta de jogador por isso o melhor era conduzir pela primeira vez a um casino e registarmo-nos como jogadores em vez de apanharmos o autocarro. O custo de um autocarro de casino sem carta de jogador é de $30 cada e ir de carro só custa $18 ida e volta por isso poupámos $42 ao ir de carro. A carta de jogador é gratuita e fixa o preço do autocarro em $5 em vez de 30.

Quando chegámos ao casino estacionámos o carro e levantámos os bilhetes para o espetáculo às 13:30. Entrámos no casino e íamos para o buffet mas a fila era de 1 hora de espera. O espetáculo começava às 15:00 por isso não havia tempo para o buffet. Em vez disso, saímos e entrámos na Subway local para comermos uma sandes.

Apesar de estarmos preparados para gastar cerca de $100 pelo grande buffet, apenas gastámos $35 no Subway. A minha sandes estava ótima e tínhamos poupado mais $65.
O espetáculo foi muito agradável. A música era familiar e os cantores e bailarinos eram bons. Foi uma excelente produção.

Antes de irmos para o casino, presenteei o meu amigo com o meu sermão habitual.
“Se jogares, perdes. As máquinas e jogos são concebidos para sacar todo o teu dinheiro. Se jogares demasiado tempo, perdes todo o teu dinheiro, etc, etc.”

No final de contas, foi um bom dia o que tivemos no casino. Custou-nos $18 em combustível, $35 em comida e $57 em perdas de jogo.

Tendo em consideração que os quatro bilhetes para o espetáculo não tiveram qualquer custo e custariam $100 ou mais, quase senti que tínhamos ganho dinheiro!

#7

Paige dos EUA

Tinha 18 anos quando eu e a minha companheira de quarto na faculdade apanhámos o Greyhound da meia-noite de LA que nos deixou na Strip de Las Vegas às 05:00. Com apenas um balde de moedas que acumulámos durante meses, começámos a caminhar no LV Blvd. Tirando o máximo partido de todos os cupões grátis – uma data de coisas grátis. Foi bastante fácil não gastar um tostão.

Felizmente, encontrámos um motel barato e conseguimos um quarto antes de continuarmos o nosso passeio. Ao jantar, tínhamos cerca de $30 e sentámo-nos no Stardust onde começámos a jogar roleta com $2. Esperei por cinco ou seis pretos e joguei um vermelho, e ganhei. Esperei por uma série de vermelhos e joguei no preto, e ganhei.

Passado uma hora já tínhamos $800! Isto era muito dinheiro para uma estudante universitária falida de 18 anos em 1980. Saímos, vimos David Brenner, tivemos um jantar principesco e fomos felizes para a cama com $700 ainda nos bolsos. Uau. Na faculdade ninguém ia acreditar.

Por isso, sendo estúpida e tendo 18 anos, antes de apanharmos o autocarro no dia seguinte, perguntei ao Dave, “Se podemos ganhar $800 começando com $30, quanto podemos ganhar começando com $700?!”

Boa pergunta. A resposta é que partilhámos um gelado de 40 cêntimos em Barstow e apanhámos boleia do terminal de camionagem em LA até à faculdade onde ninguém acreditou em nós.

#8

Ruud da Holanda

Ia a um casino local na Holanda de vez em quando com um amigo, ele gosta de jogar uma certa máquina de slot “papagaio” com 9 rolos.

Basicamente, para obter o máximo de retorno, é preciso jogar o jogo de bónus: obter pelo menos 4 papagaios e tem 4 spins para tentar obter mais papagaios nos outros rolos.

Por alguma razão, odiava aquela máquina, talvez porque nunca tinha tido sorte nenhuma nela. Tinha que se spinar e spinar e esperar por aqueles 4 papagaios para que alguma coisa acontecesse. Podia ainda ganhar-se 10 vezes a aposta original, mas não era muito apelativo.

Num sábado solarengo, decidimos encontra-nos às 14:00 no casino. Cheguei alguns minutos antes da hora combinada quando ele ligou dizendo que estava encravado no trânsito e que ia chegar 10 minutos mais tarde. Isto deu-me 15 minutos só para mim. Decidi esperar ao pé das máquinas de papagaio porque já sabia que ele ia logo direito a elas.

Enquanto esperava, joguei outras máquinas de vídeo slot e ganhei 100 EUR. Quando já só me restavam alguns minutos de espera, decidi jogar numa dessas máquinas papagaio (9 máquinas, todas disponíveis). Escolhi uma ao acaso.

Introduzi os 100 EUR, escolhi uma aposta de 9 linhas (4.50 EUR/spin) e depois de alguns spins já tinha 200 EUR.

Agora a máquina já me agradava por isso optei pela aposta máxima. Com 18 EUR/spin pensei “Bem, ele não deve demorar,” e continuei. Então apareceram 4 papagaios com a aposta máxima no meu último spin.

4 spins mais tarde, a máquina atingiu o 8º papagaio. Nesta altura, já tinha acumulado 1400 EUR. As pessoas estavam à minha volta a torcer por mim, a desejar-me sorte naquele último spin. Carreguei no botão e jackpot. 200 vezes a aposta (3600 EUR) + 1400 EUR elevaram o meu último spin aos 5000 EUR livres de impostos. Às 14:10, 15 minutos depois de entrar, tinha ganho.

#9

Wendy de Massachussetts, EUA

Há alguns anos atrás estava a jogar slots no Trump Plaza em Atlantic City. Uma jovem estava sentado ao meu lado e também começou a jogar. Reparei que ela estava extremamente bêbeda e o dinheiro caía-lhe por todo o lado. Queria ajudá-la por isso comecei a apanhar o dinheiro e a coloca-lo na mala. Ao fazê-lo, pensei nas inúmeras câmaras à minha volta e considerei a possibilidade da minha ação benevolente poder ser mal interpretada.

Por isso decidi entrega-la às pessoas que a acompanhavam no casino.

Peguei-lhe na mão e perguntei-lhe com quem estava. Não conseguia falar de forma coerente e gesticulou na direção das mesas de Blackjack.

Segurei-lhe na mão e comecei a caminhar na direção das mesas de blackjack. Aquilo é que foi tentar encontrar uma agulha num palheiro!

Finalmente, um grupo de pessoas viu-a e começou a acenar na nossa direção. Quando se aproximaram, viram-me a segurar na mão dela e olharam para nós de forma estranha!

Como o inglês não era a sua língua nativa, demorou alguns minutos até compreenderem que estava a tentar ajudar a filha. Quando a entreguei a eles, um dos senhores agradeceu-me. Depois de algumas vénias, fiquei surpreendida quando me ofereceram uma ficha de cinquenta dólares que tentei devolver sem sucesso.

Converti a ficha em dólares e decidi reinvestir o presente na minha máquina da sorte. Acabei por ganhar 500 dólares naquele dia! Vou-me sempre recordar daquele dia e de como um gesto caridoso compensou de tantas formas!

#10

Marek da Polónia

Quanto mais bêbado estou, mais sorte tenho no Texas Hold’em. Se um adversário tiver um Full House, não há problema, arranjo Four-of-a-Kind com The River. Dito isto, não devia jogar quando estou bêbado, ainda me vai prejudicar um dia destes.

#11

Amanda da Pensilvânia, EUA

A minha melhor história de casino data de há muito tempo quando o meu marido e eu íamos ao casino e eu lhe tirava todos os cartões de crédito e débito e os fechava no porta-luvas para que apenas pudesse gastar o dinheiro que tinha com ele (cerca de 400 euros). Embebedou-se e ganhou 5000 euros e deu-me o bilhete. Levantei-o.

No dia seguinte fui às compras com o dinheiro que tinha ganho e de que se tinha esquecido. Comprei um novo carro usado e ele pensou que o tinha pago com o dinheiro que tinha na conta.

Infelizmente, o meu marido morreu inesperadamente de um problema no coração de que não tínhamos conhecimento e agora sou mãe solteira. Fico contente por ter memórias divertida como essa do incidente no casino para nos recordarmos dos bons tempos e rirmos.

ACERCA DO AUTOR

Eu sou uma nostálgica que adora relembrar bons momentos do passado, tais como as minhas visitas a casinos. Os jogos, o ambiente glamoroso e a possibilidade de ficar rico ao acaso simplesmente me fascinam. Quando eu descobri os casinos online, tive a certeza de que iria trabalhar nessa área e cá estou. Espero que os meus conhecimentos sobre casinos, slots, blackjack e tudo o mais façam dos seus dias mais pró$$$peros e divertidos.

Deixe uma resposta

X